“O culto do Evangelho no Lar aperfeiçoa o homem. O homem aperfeiçoado ilumina a família. A família iluminada melhora a comunidade. A comunidade melhorada eleva a nação.”

Emmanuel
Chico Xavier em Nosso Livro

mandala-oficina-dos-sentimentos

Evangelho no Lar

Roteiro para a prática

  1. Escolha o dia e horário de sua preferência. Sugerimos um dia de fácil memorização, por exemplo, segunda ou sexta-feira. É importante que se pratique o evangelho no mesmo dia da semana e no mesmo horário. Desta forma se cria um compromisso com a família terrena (que habita a residência) e espiritual. Em caso de compromisso e/ou impossibilidade da realização, comunique a espiritualidade, em voz alta, no final do evangelho anterior a data que estará ausente, sobre a impossibilidade da prática do mesmo na próxima data. Se for possível pode-se praticar o evangelho à distância, mantendo-se conectado mentalmente com a residência e praticando conforme o roteiro aqui descrito.
  2. Escolha um aposento silencioso e agradável da casa, de preferência a sala de jantar, e que esteja com os aparelhos eletro-eletrônicos desligados.
  3. Prepare o ambiente como se fosse receber visitas. Coloque flores sobre a mesa de reunião (se possível) e prepare uma jarra com água sobre a mesa, para fluidificação. Na falta dessa podem ser utilizados copos, qualquer um, em número correspondente aos integrantes do Evangelho.
  4. Sentar-se à mesa sem alarde e sem barulho.
  5. Fazer a prece de abertura, a que toque mais fundamente o sentimento familiar. Pode ser uma prece pronta ou uma prece espontânea, o importante é, repetimos, o sentimento da fé e a confiança na Proteção Divina.
  6. Fazer a primeira leitura, breve, de um livro de mensagens rápidas. Pode ser “Minutos de Sabedoria”, “Fonte Viva”, “Agenda Cristã”, “Sinal Verde” de André Luiz, ou qualquer outro livro com mensagens com moral elevada no amor e fé na espiritualidade. Comentar com palavras próprias o trecho lido.
  7. Após, fazer uma leitura, breve, de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”. Comentar com palavras próprias o trecho lido. No início poderá existir certa timidez mas, com o correr do tempo, os comentários surgirão espontaneamente pois que os Espíritos amigos estarão auxiliando na compreensão dos textos selecionados.
  8. Todos na mesa poderão fazer seus comentários sobre as 2 leituras se assim desejarem. Porém, é importante observar que estas mensagens não devem ser usadas para se apontar culpados e/ou erros entre os presentes na mesa. Cada pessoa presente terá a oportunidade de interpretar, em seu íntimo, as questões relacionadas as leituras.
    O Evangelho no Lar é antes de tudo uma reunião de Espíritos reencarnados no mesmo ambiente, buscando através da prece, da elevação de pensamentos e do diálogo fraterno, o amparo e o auxílio do Mais Alto para seus problemas e necessidades. Não deve ser jamais solene ou ritualístico, com palavras e movimentos decorados a lembrar missas e demais cultos.
  9. Para incentivar a participação dos filhos ou demais membros, com exceção do pequeninos, é conveniente pedir que leiam mensagens espíritas, para reflexão do grupo. Incentivar também, com carinho, o comentário após a leitura. Sugerimos a leitura de livros de fácil compreensão pelos jovens/crianças. “O Evangelho Segundo o espiritismo para Crianças” é uma boa recomendação.
  10. Proferir a prece de encerramento e rogar, como exemplo, pela paz, harmonia, saúde e felicidade dos membros da reunião e de todos com os quais convivem. Desejando, rogar também pelos doentes, desamparados e infelizes da Terra. Por último, pedir a bênção de Deus para os familiares desencarnados, sem temor. A lembrança da prece alegra e pacifica os que partiram.
  11. É completamente desaconselhável qualquer manifestação mediúnica durante o Evangelho no Lar.
  12. Servir, após a prece de encerramento, a água fluidificada.
  13. Tempo: o necessário para a família. Sugerimos uma reunião de 15 a 30 minutos.
    Música: sim, se for do agrado de todos. Sugerimos música instrumental, em volume baixo.

Benefícios da prática do Evangelho no Lar

  1. Quem cultiva o Evangelho no Lar, faz da própria casa um templo do Cristo. 
  2. O Culto no Lar é um convite ao Divino Amigo a vir pernoitar em nossa casa. 
  3. O Evangelho no Lar é a semente do estreitamento dos laços consangüíneos e do aumento da cordialidade entre os que vivem sob o mesmo teto. 
  4. Harmonia no Lar: Pouco a pouco passamos a entender que no lar estão as criaturas a que temos compromisso direto e intransferível, por isso, o nosso dever será sempre: SERVIR, AMPARAR, PERDOAR e COMPREENDER. 
  5. Fraternidade: O sentimento de benevolência e compreensão vai despertando em todos nós, para sentirmos em maior dimensão o ensinamento do Cristo: “AMAI-VOS UNS AOS OUTROS”. 
  6. Estímulo ao Estudo: Os comentários sobre a Doutrina Espírita, no tríplice aspecto: Ciência, Filosofia e Religião, embora com simplicidade, vão nos despertando para mais profundas observações. 
  7. Instrução Espírita: Os componentes do grupo vão assimilando a Instrução Espírita como patrimônio inalienável do nosso Espírito imortal. 
  8. Defesa do Lar: O hábito do Culto do Evangelho no Lar estabelece defesas eletromagnéticas para evitar a invasão de entidades desordeiras. 
  9. Despertamento do Coração: A palavra tem grande poder de renovação, por isso, falando sempre em amor, bondade, caridade, perdão, vamos sendo estimulados para a prática do bem. 
  10. Faixa Mental Superior: Praticando a Caridade e estudando, estaremos sempre vigilantes contra as insinuações dos Espíritos inferiores e passaremos a viver numa faixa mental superior. 
  11. Auxílio aos Desencarnados: Desencarnados, enfermos e ignorantes das Verdades Eternas, são trazidos pelos cuidados dos benfeitores espirituais para os benefícios da instrução com os recursos do Alto. 
  12. Correção das Más Tendências: As heranças psíquicas negativas, que surpreendemos em nossos filhos, vão se modificando pela influência de hábitos sadios na convivência doméstica do Lar Evangélico. 
  13. Preparação do Futuro: A Instrução Espírita no Lar são sementes vivas que lançamos nos corações dos nossos filhos e que germinarão em época própria. Nisto está a PREPARAÇÃO DO FUTURO.

espaco-caminho-de-ascensao-contato