Não importa a religião que você prega, que rito você segue ou a quem você ora, faça isso com amor.

O amor irrompe as barreiras de religião, credo, raça, idioma, condição social ou psíquica. Quando se ama não existe a necessidade de tradução ou compreensão.

Pregue o bem, ajude os outros, sinta prazer em viver de acordo com o que você acredita, entenda a sua função dentro da realidade. Seguindo alguns destes passos mínimos você consegue projetar o amor ao próximo e, principalmente, senti-lo dentro de ti.

Ame e assim você professará a sua fé.

Autor: pelo espírito Inácio Costa Cruz