“Procure o que é superior a você, pois é a única forma de se tornar melhor.”

Santo Agostinho

“Os valores influenciam os nossos pensamentos e os nossos sentimentos.

Quando virtuosos (e nem sempre são), os valores refletem pensamentos e sentimentos que expressam o que existe de melhor em cada um de nós.
São, portanto, as nossas essências morais e espirituais, a nossa consciência.
Quando vivemos os nossos valores sentimo-nos fortes e encorajados. Além de dignos e orgulhosos do nosso projeto de vida. A recompensa financeira é um bem-vindo meio de vida, mas viver os nossos valores é a vida em si. Nenhum estímulo externo consegue superar a motivação gerada por nossas crenças morais e espirituais.
Os valores promovem o sentimento de que a fonte de poder e do conhecimento está dentro de cada um de nós. Não é algo para ter, mas para ser – e ser o que de maquis importante se possa ser.
Reconhecemo-nos como capazes e competentes e não estamos dispostos a mercantilizar os nossos compromissos emocionais. Como compreendemos que eles não estão a venda, também somos incapazes de comercializar o compromisso emocional dos outros por meio de estímulos externos.
Os valores virtuosos nos mantém de coração aberto e a riqueza aflora quando a rigidez é substituída pela flexibilidade de alma. Quando a mente e o coração permanecem abertos, sempre existe espaço para a beleza, a verdade e a bondade, valores que são a fonte da riqueza.”
(Texto extraído do livro – Rico de Verdade – Roberto Adami Tranjan)

Para aprofundar ainda mais o exercício dos valores e vir para a Oficina dos Sentimentos bem afiado para falarmos a respeito, responda a estas questões:

1) Todas as vezes que você está diante da necessidade de tomar uma decisão importante, tem o hábito de avaliar conscientemente se a decisão a ser tomada está alinhada com os seus valores?
2) Você acha que o seu comportamento é coerente com suas crenças e valores?
3) Quando alguém que você gosta (seja familiar ou amigo) adota comportamentos antiéticos, você intervém, alertando-o a respeito?
4) Quais são os valores que você considera mais importante para guiar a sua vida?
5) O que você faz para que os seus valores se mantenham vivos em sua trajetória?

Bom exercício!

Autora: Rosely Amaral – Coordenadora da Área da Educação Emocional do Espaço Caminho de Ascensão, Terapeuta Holística da Luz Dourada e Sócia da Consultoria Multifaces.

Imagem: Projetado pelo Freepik